Maio Laranja: data marca luta pela erradicação da violência sexual contra crianças e adolescentes

Conselhos Tutelares da Capital registraram 63 ocorrências no primeiro trimestre deste ano

 

Só no primeiro trimestre deste ano, os conselhos tutelares da Capital registraram 63 ocorrências de violência sexual contra crianças e adolescentes. Em 2021, foram 172 chamados nos conselhos e 56 denúncias recebidas pela equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Nesta quarta-feira, 18, Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Prefeitura de Palmas chama a atenção para a prevenção e o combate a esse crime.

“É cada vez mais necessária a presença das instituições, das forças de segurança e de toda a sociedade para combater os criminosos e resguardar as crianças”, aponta a secretária de Desenvolvimento Social da Capital, Simone Sandri.

Em Palmas, a rede de proteção que atua no combate e prevenção ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes é formada por diversas instituições, como o Creas, os conselhos tutelares, os centros de Referência de Assistência Social (Cras), as delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente, o Poder Judiciário e o Ministério Público.

Maio Laranja

No Brasil, a luta pela erradicação de todas as formas de violência sexual infantojuvenil é marcada pelo Maio Laranja, que traz mobilizações sociais em todo o território nacional com o tema ‘Esquecer é Permitir. Lembrar é Combater’.

Para marcar a data, nesta quarta e quinta, dias 18 e 19, as equipes do Creas realizarão palestras e capacitações aos trabalhadores da rede de apoio e proteção que atuam no atendimento às vítimas, e também rodas de conversa com adolescentes integrantes da Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi).

Em 2022, a Prefeitura de Palmas é parceira do Ministério Público do Tocantins (MPTO) e do Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedeca) Glória de Ivone na Campanha publicitária, que alerta sobre o abuso sexual praticado contra crianças e adolescentes no ambiente virtual.

As mensagens, veiculadas na televisão, rádio, internet, outdoor e busdoor, trazem alertas aos pais e/ou responsáveis sobre como identificar se a criança está sendo vítima deste tipo de abuso e informa os canais de denúncia.

Programação

18/05

9h - Capacitação das equipes do Fluxo de Atendimento no MPTO sobre temas como a Lei n° 13.431/2017 e o Decreto nº 9.603/2018, que regulamentam o Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente;

10h - Roda de conversa na sede da Renapsi (Avenida Teotônio Segurado);

16h - Roda de conversa na sede da Renapsi (Avenida Teotônio Segurado);

19/05

9h - Capacitação das equipes do Fluxo de Atendimento no MPTO sobre temas como a Lei n° 13.431/2017 e o Decreto nº 9.603/2018, que regulamentam o Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente;

Eliene Campelo, Prefeitura de Palmas - 18/05/2022

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.