Ex-militar denunciado pela PJM Santa Maria é condenado por homicídio em ritual de magia

MPM - Ministério Público Militar - 02/01/2019

O Ministério Público Militar, por intermédio da Procuradoria de Justiça Militar em Santa Maria/RS, obteve, em julgamento ocorrido ontem (19), a condenação de um ex-militar do Exército pela prática de homicídio e furto qualificados (APM nº 0000027-14.2016.7.03.0303).

O Conselho de Justiça para o Exército da 3ª Auditoria da 3ª Circunscrição Judiciária Militar condenou o ex-militar à pena de 27 anos de reclusão, em regime inicial fechado e sem direito de apelar em liberdade. A condenação é pelos delitos previstos no art. 205, §2º, homicídio qualificado (pena 25 anos) e art. 240, §4º, furto qualificado (2 anos), ambos do Código Penal Militar.

Os crimes ocorreram no dia 1º de setembro de 2015, nas imediações do Jockey Club, em Santa Maria, quando o condenado, mediante premeditação e engenhoso proceder, levou a vítima, também militar, até um local ermo, onde desferiu-lhe quatorze golpes de faca, distribuídos em conformidade com um ritual macabro, nas regiões do pescoço e do coração.

Após o sacrifício humano, o réu ainda furtou alguns pertences da vítima, tendo sua prisão preventiva decretada logo após a localização do celular da vítima em seu poder. O condenado deve retornar para Penitenciária Estadual de Santa Maria (Pesm), onde estava preso preventivamente desde janeiro de 2016.

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.