Ação da Polícia Civil resulta na prisão de um dos principais líderes de facção criminosa que atuava em Araguaína

Um homem de 23 anos, também conhecido como “Jamaica”,considerado um dos chefes de uma facção criminosa que atua em todo o território nacional, foi preso pela Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), na tarde deste sábado, 7, em Araguaína.

 

A ação conjunta que foi realizada por policiais civis da 2ª Divisão de Repressão a Narcóticos (2ª DENARC), e agentes da 3ª Divisão de Combate ao Crime Organizado (3ª DEIC), ocorreu no Bairro São João e também resultou na prisão de uma mulher de 28 anos, que é companheira do suspeito e responde por tráfico de drogas.

 

A operação foi coordenada pelo delegado José Anchieta de Menezes Filho e foi deflagrada depois que investigações das equipes da 2ª Denarc e também da 3ª Deic apontaram que o indivíduo, que é considerado de altíssima periculosidade, estaria em uma residência no Bairro São João em Araguaína.

 

“De posse das informações, as equipes da Polícia Civil foram até o imóvel e efetuaram a prisão do indivíduo, que tinha dois mandados de prisão em aberto, sendo um por tráfico e outro por organização criminosa”, disse o delegado Anchieta.

 

No momento da abordagem, o homem tentou fugir, mas foi contido e preso pelos policiais civis. Na ocasião, o foragido da justiça estava com sua companheira que também já responde processo por tráfico na comarca de Ananás, sendo que a mesma  acabou danificando o celular de seu esposo no intuito de destruir provas.

 

Presos, os dois foram conduzidos até a Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguaína e após a realização das providências legais cabíveis, o homem foi recolhido à Casa de Prisão Provisória da cidade, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

 

Segundo o delegado José Anchieta, a prisão do investigado é de suma importância, haja vista que ele é considerado uma forte liderança da facção criminosa, onde já exerceu vários cargos de chefia, mesmo tendo apenas 23 anos. “Trata-se de um indivíduo que já possui uma extensa ficha criminal e tinha dois mandados de prisão em aberto pela prática de crimes de tráfico de drogas e organização criminosa. Portanto, a prisão do mesmo é um duro golpe contra a criminalidade na cidade de Araguaína”, disse a autoridade policial.

Edição: Geórgia Milhomem

Rogério de Oliveira/Governo do Tocantins - 09/05/2022

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.