Nilton Franco é relator do orçamento do Estado

O deputado estadual e presidente da Comissão de Finanças, Tributação, Fiscalização e Controle da Assembleia Legislativa (AL-TO), Nilton Franco (MDB) é o relator da Lei Orçamentária Anual (LOA).

Após as nomeações das relatorias, na manhã desta terça-feira (15), o parlamentar abriu sessão extraordinária, para votar a LOA que estima receita e fixa as despesas do Estado para o exercício de 2021. Logo após a abertura, o deputado Ivory de Lira pediu vista do projeto que agora obedecerá às normas e regras regimentais da Casa.

“Relatar um projeto de tamanha importância, que influencia diretamente na vida dos tocantinenses, nos leva a ouvir mais pessoas, buscar mais conhecimento, ter a humildade de pedir pareceres a técnicos e especialistas, e tudo isso só nos engrandece”, ressaltou Nilton Franco.

Valores LOA 2021

A Receita Total do Orçamento será de R$ 10.911.623.726,00; a Receita Ordinária do Tesouro está estimada em R$ 6.060.473.657,00; para a Saúde R$ 1.778.822.609,00 valor mais alto que em 2020. Já a receita da Secretaria da Educação ficará R$ 1.518.962.941,00 menor que no ano passado e a Secretaria de Segurança Pública trabalhará com R $430.553.915,00.

Os orçamentos dos Poderes Legislativo e Judiciário, do Ministério Público, Tribunal de Contas e da Defensoria Pública ficaram os seguinte: Tribunal de Justiça R$ 674.443.275,00, Assembleia Legislativa R$ 263.465.352,00, Ministério Público R$220.354.869,00, Tribunal de Contas R$ 149.548.704,00, Defensoria Pública R$ 156.314.563,00.

O Orçamento do Poder Executivo para 2021 é de R$ 9.427.157.963,00, sendo para Administração Direta: R$ 4.458.679.600,00 e para Administração Indireta: 4.988.817.363,00.

Dos poderes estaduais, só a Assembleia Legislativa manteve o mesmo valor de orçamento.

Valores LOA 2020

A LOA de 2020 apresentou valores menores.

A receita total do Orçamento foi de R$ 10.815.232.616,00;

A receita ordinária do tesouro foi estimada no valor R$ 6.060.473.657,00;

Receita da Secretaria da Saúde – R$ 1.690.763.509,00;

Receita da Secretaria da Educação – R$ 1.565.605.256,00;

Receita da Secretaria de Segurança Pública – R$ 431.838.115,00;

Os orçamentos dos Poderes Legislativo e Judiciário, do Ministério Público, Tribunal de Contas e da Defensoria Pública foram: Tribunal de Justiça R$ 664.046.823,00 – Assembleia Legislativa R$ 263.465.352,00, Tribunal de Contas R$ 149.583.704,00 – Ministério Público R$ 219.855.869,00 e Defensoria Pública R$156.123.860,00.

O Orçamento do Poder Executivo para 2020 foi de R$ 9.362.157.008,00, sendo para Administração Direta: R$ 4.479.543.393,00 e para Administração Indireta: 4.882.613.615,00.

Aurielly Painkow, Assembleia Legislativa do Tocantins - 16/12/2020

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.