O seu canal diário de Notícias

Tocantins registra crescimento de 119% no número de profissionais do Mais Médicos

Entre esses profissionais, 239 são brasileiros (92,2%), e a maioria (52,1%) são mulheres

 

Desde o início do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o número de profissionais do Programa Mais Médicos (PMM) em atividade no Brasil aumentou significativamente, registrando um crescimento de 93,83%. Entre janeiro de 2023 e junho de 2024, o total de médicos no programa passou de 12.843 para 24.894, um acréscimo de 12.051 profissionais.

O estado do Tocantins teve um aumento ainda mais expressivo, com um crescimento de 119,49% no número de profissionais ativos no programa. Em 18 meses, o total de médicos no estado subiu de 118 para 259. Entre esses profissionais, 239 são brasileiros (92,2%), e a maioria (52,1%) são mulheres.

A faixa etária predominante é de 30 a 39 anos, com 133 médicos nessa categoria. Em termos de diversidade, 32 vagas são ocupadas por pessoas amarelas, enquanto 42,8% são pretos ou pardos e 44,4% são brancos.

Tocantins 

No Tocantins, 247 médicos do programa integram equipes de Saúde da Família, enquanto 162 estão alocados em regiões de médio, alto ou muito alto Índice de Vulnerabilidade da Saúde. A capital, Palmas, registrou um aumento de 25% no número de profissionais, passando de 16 para 20 médicos entre janeiro de 2023 e junho de 2024.

Expansão Nacional e Inclusão

Em âmbito nacional, o governo federal quase dobrou a quantidade de profissionais desde 2023, implementando também melhorias no modelo do programa. Em julho de 2024, o Ministério da Saúde anunciou um novo edital para a contratação de 3,1 mil profissionais, introduzindo, de forma inédita, vagas no regime de cotas para pessoas com deficiência e grupos étnico-raciais, como negros, quilombolas e indígenas.

“O Mais Médicos é uma realidade e faz a diferença. Quando assumimos o governo, havia ainda 12 mil médicos. Com esse edital, nós retomamos a meta dos 28 mil médicos. Pela primeira vez, o edital é feito seguindo a política de cotas aprovada em lei, que é prioridade do Governo Federal. Cumprimos, assim, a nossa visão de inclusão”, afirmou a ministra da Saúde, Nísia Trindade.

Objetivos do Programa

O Mais Médicos integra um conjunto de ações para o fortalecimento da Atenção Primária à Saúde, que é a porta de entrada preferencial do Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo é resolver 80% dos problemas de saúde nesse nível de atendimento. Além de enfrentar desigualdades regionais, o programa busca levar médicos a áreas com escassez de profissionais e investir na qualificação e formação.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais