O Livro de Eli

O Livro de Eli

 

Na cerimonia de entrega da premiação do Oscar 2022, ocorreu uma cena cinematográfica, que de inicio, todos os espectadores acharam que era uma encenação, quando na verdade era uma reação do premiado Ator Will Smith.

O comediante Chris Rock que estava fazendo a apresentação naquele momento, fez uma piada com Jada Pinkett Smith, esposa de Will, sobre a queda de cabelos daquela, queda esta ocasionada por uma condição médica, tendo que raspar todo o couro cabeludo.

O Ator Will Smith, levantou-se indignado, dirigindo-se até o infeliz comediante, desferindo tapa em seu rosto, em resposta à bizarra piada.

Fato é que ocorreram comentários e criticas de todas as naturezas, sendo que o ator acabou sendo banido por 10 anos das cerimônias do Oscar, pela Academia.

Em artigo neste mesmo site Justocantins, o Dr. Eudes Quintino de Oliveira Júnior, promotor de justiça aposentado, comentou sobre as implicações criminais à luz da legislação penal brasileira, sendo aqui desnecessário qualquer comentário ao excelente artigo produzido, apenas sugerindo leitura deste mencionado artigo.

A atitude de desferir tapa em defesa de sua esposa, aos olhos dos mais críticos e que possuem maior sensibilidade choca, pois vivenciamos tempos nebulosos, onde a defesa de certos valores do passando são tidas como retrógadas e que não mais podem ser realizadas. Tanto choca, que face tantos comentários e críticas o Ator Will Smith acabou banido da academia por 10 anos.

Mas e a agressão praticada pelo pseudo humorista, que de humor nada teve sua piada, nada acontecerá? Nenhuma reprimenda pela academia, ou mesmo uma punição criminal? A resposta é um NÃO...Nada ocorrerá.

A inversão de valores e papeis na atual sociedade é assombrosa. Valores morais que eram a base da família, foram suprimidos. Honra, lealdade, honestidade, respeito e vários outros foram abandonados, restando à todos nós que pregamos estes princípios apenas baixarmos nossas cabeças em sinal de concordância, submissos à uma pseuda nova ordem mundial, que aplaude e que vibra com todas as formas de rompimento e de ataques às instituições, instituições estas que eram tidas como sagradas como a Família, o Estado e a Igreja (seja qual doutrina for).

As minorias que gritam, que promovem passeatas contra as instituições, que queimam bandeiras, quebram imagens e vandalizam de todas as formas, conseguiram calar e amedrontar a grande maioria da sociedade. A sociedade, com receio de ser criticada ou acusada de qualquer coisa, prefere acovardar-se dentro de suas casas, como se nada que ai esta acontecendo fosse com ela. Nossos representantes silenciam-se, e ainda por cima somam-se às minorias em atos e atitudes em total descompasso dos princípios e valores que outrora eram o norte da sociedade.

O Guerreiro de nome Eli, interpretado pelo Ator Denzel Whashington, no filme “O Livro de Eli”, caminhou por uma terra devastada levando esperança para aqueles que restaram em um mundo destruído. Um pequeno detalhe, este Guerreiro era Cego.

Will Smith, mesmo não tendo sido o ator da película acima mencionada, agiu como o personagem do filme “O Livro de Eli, explico:

Ao nosso ver, o tapa perpetrado por Will Smith, na cerimonia do Oscar, em defesa de sua esposa, é uma resposta de que estamos em uma terra devastada na atualidade, e que caso não resgatemos nossos valores e princípios, não teremos retorno daqui alguns anos.

Para a cena do Oscar perpetrada pelo Guerreiro Will Smith, em defesa de sua esposa, que foi agredida, resta apenas os meus sinceros e efusivos aplausos, pois não permitiu que a cegueira que contagia toda uma sociedade, cegasse seus princípios e valores como homem, como marido e como cristão.

     

 

 

 

Prof. Dr. Túlio Jorge Ribeiro de Magalhães Chegury - Advogado | Fone/WhatsApp: (63) 98404 74 84 | Email: [email protected] - 28/04/2022

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.