Lobos, Cães Pastores e Ovelhas

Um veterano da guerra do Vietnã, coronel da reserva, certa vez disse: “A maioria das pessoas em nossa sociedade são ovelhas. Eles são criaturas produtivas, gentis, amáveis que só machucam umas às outras por acidente.” Estas pessoas são a sociedade em geral, que são as ovelhas.

 

E segue este guerreiro em sua analise: “E então há os lobos, e os lobos alimentam-se das ovelhas sem perdão”. Estes são os homens perversos nesse mundo que são capazes de coisas perversas, os criminosos e delinquentes, que atacam a sociedade de forma constante, sobrevivendo com suas ações criminosas em detrimento do bem estar social. Não possuem qualquer tipo de senso de justiça, de piedade ou mesmo amor para com o próximo. O único objetivo destes é a prática de atos ilegais, em proveito próprio.

 

“Se você não tem capacidade para a violência, então você é um saudável e produtivo cidadão, uma ovelha. Se você tem capacidade para a violência e não tem empatia por seus concidadãos, então você é um sociopata agressivo, um lobo. Mas e se você tem capacidade para a violência e um amor profundo por seus semelhantes? O que você tem então? Um cão pastor, um guerreiro, alguém que anda no caminho do herói. Alguém que pode entrar no coração da escuridão, dentro da fobia humana universal e sair de novo.”

 

“E então há os cães pastores, que vivem para proteger o rebanho e confrontar o lobo”, afirma o velho combatente. Estes cães pastores são os policiais, soldados e outros tipos de guerreiros mesmo que civis, que são a barreira entre o lobo e as ovelhas. São estes que formam a trincheira que protege a sociedade (ovelhas) dos ataques da criminalidade (lobos), doando-se em prol de um estilo de abnegação ao próximo, sem qualquer tipo de reconhecimento ou mesmo ascensão social.

 

Estes cães pastores possuem em seu interior um senso comum de lealdade, de carinho e amor para com seus semelhantes, que defendem com a doação de suas forças e até mesmo com sua vida, pois não medem esforços em combater as forças do mal. Infelizmente não são compreendidos em suas tarefas e atitudes, mesmo que em prol da sociedade. Muitas das vezes são julgados e condenados pela grande massa da sociedade, pois estas ovelhas vivem como em um mundo paralelo que negam a existência das forças das trevas e negam a existência da criminalidade.

 

As ovelhas temem os cães pastores, pois visualizam neles a figura dos lobos, vez que, os cães utilizam-se de armas, até mesmo de certa truculência, de aparatos e técnicas que podem talvez se assemelhar aos lobos. Mas, como dito, não são lobos, mas meros pastores que protegem seu rebanho.

 

Quanto tempo,passamos nós cães pastores sozinhos, à distância, cuidando de nossas ovelhas, sozinhos na imensidão, sem ninguém para conversar ou mesmo confidenciar nossas dores, nossos anseios, nossos medos, pois não podemos fraquejar e nem mesmo nos dar ao luxo de baixarmos nossas presas e garras, afinal somos forjados em material diferenciado, com crenças e códigos de conduta próprios, que a grande maioria da sociedade não possui ou não quer possuir.

 

Ser um cão pastor é um estado de espírito e de alma, convicto em seus ideais, em seus códigos de honra, abnegado às tradições, mas visando sempre proteger e servir custe o que custar, mesmo que para tanto venha sofrer perseguições e injustiças.

 

Infelizmente no mundo em transformação vemos cada dia mais ataques contra estes guerreiros, objetivando de forma pontual e sistematizada lançar duvidas em suas ações, desconstruindo aquela imagem de homens e mulheres de bem, de heróis, com o intuito claro de abalar a pouca ou quase escassa barreira de proteção entre lobos e ovelhas.

 

Enquanto houver os últimos membros desta matilha de pastores, haverá resistência, pois como são fieis aos seus ideais, resistirão bravamente até seu ultimo suspiro, mesmo que os ataques venham daqueles que defendemos.

 

Ainda respondemos ao nosso chamado selvagem........de servir e proteger aqueles que amamos.

 

Rendo aqui a minha eterna homenagem aos cães pastores, sejam estes policiais, militares, pessoas comuns, que diuturnamente se preparam e se doam em prol de manter coesa a ultima trincheira em defesa da sociedade.

 

Aos meus irmãos Sheepdogs, ratifico meus ideais e convicções na certeza de sermos uma irmandade, e que poderemos contribuir com nosso Brasil e com o Mundo.

 

                        “Não tema o lobo. Não SOBREVIVA, VENÇA o combate.”

 

                        Fé, Família, Honra e Força.

 

                        “Somente os mortos verão o fim da Guerra.”

Prof. Dr. Túlio Jorge R. de M. Chegury - Advogado (63) 8404 74 84 Operadora Vivo - 12/01/2021

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.