Criatividade sobre criatividade. Gerência criativa em tempos de Pandemia. Dica da série quero ser Rico

Aquele estúdio estava pronto para nova etapa de atendimento ao cliente com muitas novidades.

O estúdio que comento no parágrafo anterior, estava desativado há anos, é utilizando da criatividade já existente do empresário, remodelou o local, sem custo adicional, utilizou equipamentos e máquinas outrora desativadas, em ativadas novamente.

Aliando sua capacidade criativa, com desoneração de custos empresariais.

Sacada de Criatividade sobre criatividade.

Acredito que essa ação tem é tudo de bom para reflexão gerencial em tempos de pandemia.

Jogo de cintura, improvisação e atitude, devem ser perfis consistentes e contínuos do empresariado ativo em tempos de pandemia.

Muitas empresas surgem, inovam, reinventam e criam nesse cenário econômico pandêmico sem previsões de fim.

Muitos estão faturando e outros quebrando.

Busquemos nossa fatia de faturamento, aliando a criatividade sobre criatividade.

Há gerência criativa atual é pessoal,o indicador de autogestão deve ser praticado para os aspirantes a sucessivos sucessos.

A facilidade à mídia digital é global, tende a alavancar empresas e autônomos a níveis de clientela sem precedentes.

N possibilidades a vista oba.

O modelo de criatividade sobre criatividade, é fundamenta a capacidade adaptativa do empresariado brasileiro.

O noticiário mostra progresso em diversas áreas do saber e econômico.

Relembre o segmento delivery, era tímido e dificultoso anos atrás, mas de 2020 até nossos dias supera os atendimentos presenciais, é atrativo e facilitado. Essa é a realidade.

Considerando que somos criativos, vamos aproveitar esse adjetivo, compreender as necessidades do mercado local e agir favorecendo o desenvolvimento de produtos, serviços e a promoção da melhoria de renda sucessiva.

Os fatores de produção tradicionais, não devem ser desconsiderando, mas tratados de forma competitiva em tempos de pandemia.

Lembrando que o momento pós-pandemia já é uma visão, fervendo a necessidade criativa de autônomos e empresários, em especial no setor de serviços, entretenimento e de turismo, onde a criatividade sempre é um fator competitivo.

Como dica, sugiro que os profissionais, enumerem suas habilidades e aptidões, formem um inventário de seus recursos materiais existentes, é concluam metas tradicionais com metas estimadas, para que seu potencial criativo seja melhorado ou duplicado.

 Finalizo com um causo de minha autoria:

Aquele profissional tinha uma reunião decisiva, mas estava preocupado com o traje que deveria usar. Após exaustivas verificadas em seu guarda-roupa, resolveu descontrair, vendo fotos de momentos em família e com amigos. Nisso viu uma foto cautelar, onde estava com um traje social. Pronto, a solução de sue problema...

Moral: às vezes temos que olhar nossos arquivos.

Pratique e compartilhe criatividade sobre criatividade.

Deus os abençoe!

 

Rogério Lopes é crente em JESUS CRISTO, facilitador em Finanças da Família, Administrador de Empresas; Especialista no Agronegócios; Articulista em Negócios; Corretor de Imóveis; Perito Avaliador Imobiliário e Colunista do site Justocantins.  [email protected]

 

Rogério Lopes é crente em JESUS CRISTO, facilitador em Finanças da Família, Administrador de Empresas; Especialista no Agronegócios; Articulista em Negócios; Corretor de Imóveis; Perito Avaliador Imobiliário e Colunista do site Justocantins.  [email protected] - 17/05/2021

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.