Como foi seu ano de 2020. Série quero ser Rico

Para nortear esse artigo, fiz uma espécie de roda de conversas informal com algumas pessoas onde o tema central era: “Como foi seu 2020”.

Como foi o ano de 2020 para você?

Depoimentos fantásticos, aprendizado marcante daquela roda de conversas.

Um comentário chamou à atenção, onde o participante afirmou que não sabia o que tinha acontecido com ele em 2020.

Respeito o pensamento do participante, pois questões emocionais estavam camufladas na reunião.

Tivemos muitas atitudes em 2020.

Nada de surreal, 2020 é um ano atípico global, pelo fato da pandemia do COVID 19.

Explicar tal ocorrido está fora de cogitação.

Muitos perderam a vida, questão irreparável.

Milhões nasceram é estão plenos de vida.

Para os familiares que ficaram sem seus amados, meu respeito supremo.

Diversas expectativas positivas estão se aglomerando nos quesitos saúde, relações humanas, sociedade e economia ainda esse ano, fiquemos atentos.

Situações consolidaram em 2020, em especial nas operações (uso) e socialização das multifuncionalidades digitais a disposições. 

Considero necessário fazermos uma espécie de balanço do ocorrido todos os anos com anotações de pormenores de pontos fortes e fracos, focando as diversas soluções aprimoradas ao longo dos anos, e em 2020 não pode ser diferente.

Chamo tal balanço de formação de experiência, e a experiência é considerada riqueza intangível para pensadores estratégicos, nas famílias, organizações e países.

Bons indicadores pessoais em 2020 são possíveis de extrair.

Sei que o leitor pode com facilidade coligir isso.

No meu caso aprendi muito no uso dos meios digitais, proteção individual (uso de mascaras, lavagem coordenada das mãos, novo estilo de aperto de mão, etc), relacionamento familiar, coletivo e valorizei mais a vida. 

Indicadores regulares e ruins, também foram possíveis de visualizar em 2020, neste caso deixo como exercício para cada um.

Desafios foram superados nestes onze meses passados de 2020 para milhões de brasileiros.

Somos vencedores, mas o futuro sempre é um segredo.

Afirmo que estamos preparados para 2021, aprendemos e reagimos em 2020, se for o caso estaremos prontos para sermos ricos e felizes no ano vindouro.

Lembrando que as bases da riqueza são: Espiritual, Relacional e Material, muito bem esclarecidas no artigo de “Quero ser rico. Série finanças da família (Gestão da Riqueza)”. https://www.justocantins.com.br/rogerio-lopes-50268-quero-ser-rico-serie-financas-da-familia-gestao-da-riqueza.html

Termino com um pensamento de minha autoria: O formigueiro estava agitado naqueles dias, seria uma nova ordem. Mas as formiguinhas não paravam de trabalhar, construir e prosperar, em questão de instantes tudo estava normal, o difícil era reconstruir o que não tinha sido terminado.

A vida com excelentes expectativas continua em 2021.

Deus os abençoe!

 

Rogério Lopes é crente em JESUS CRISTO, facilitador em Finanças da Família, Administrador de Empresas; Especialista no Agronegócios; Articulista em Negócios; Corretor de Imóveis; Perito Avaliador Imobiliário;  Auditor Interno; e Colunista do site Justocantins.  

 

Rogério Lopes* - 15/12/2020

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.