MPTO requer explicação sobre a possível redução de leitos de UTI Covid no HRG

Em face da informação de que foram reduzidos para apenas 10 leitos de UTI Covid-19 no Hospital Regional de Gurupi (HRG), o Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Gurupi, requisitou do Governo do Estado e da Secretaria Estadual de Saúde (SES), esclarecimentos acerca dos fatos.

A requisição foi expedida na última segunda-feira, 10, quando todos os leitos da unidade de saúde estavam ocupados, conforme dados do site Integra Saúde (integra.saude.to.gov.br/covid19).

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Lima Nunes, no ano de 2021, a unidade de saúde chegou a contar com 56 leitos de UTI Covid-19.
No documento, o promotor de Justiça solicita a comprovação documental e memorial fotográfico acerca da habilitação de novos leitos de UTI Covid-19 junto ao Ministério da Saúde, além das providências efetivas adotadas para garantir, caso os leitos do HRG ainda não estejam habilitados, a internação de pacientes abrangidos pela Regional da Ilha do Bananal em demais leitos de UTI Covid-19 situados no Estado do Tocantins ou em outros Estados, sob a responsabilidade e às custas da SES.

MPTO - Ministério Público Estado do Tocantins - 13/01/2022

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.