Agentes da Democracia: projeto é realizado em três escolas de Colinas

Prosseguindo com as ações do projeto Agentes da Democracia: Formação de Eleitores e Políticos do Futuro, a Justiça Eleitoral do Tocantins realizou, nesta terça-feira (23/11), encontros em três diferentes escolas de Colinas. O projeto tem o objetivo de despertar a consciência cívica do jovem eleitor e prepará-lo para participar do processo político-eleitoral.

A ação ocorreu na Escola Albert Einstein, com a participação de 37 alunos; no Colégio Militar João XXIII, com a participação de 47 estudantes; e na Escola Estadual Francisco Pereira Felício, que contou com a presença de 92 pessoas. Os estudantes participaram de palestras sobre a relevância da participação da sociedade no processo eleitoral, segurança das urnas e a importância do voto consciente. Além disso, para deixar o encontro mais dinâmico, teve ainda jogo de tabuleiro e uma votação simulada em urnas eletrônicas.

Para a diretora escolar Franciete Rodrigues de Castro Massari, a parceria do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) e a Secretaria de Educação do Estado para realização do projeto nas escolas é fundamental para a formação integral dos alunos. “Importante para a formação em seus amplos aspectos cognitivo, humano, social, político e ético; por meio do Projeto da Escola Judiciária os nossos jovens que irão exercer pela primeira vez o seu direito ao voto poderão fazê-lo de forma consciente, entendendo a importância da sua participação social e do protagonismo juvenil”, disse. 

O juiz eleitoral José Roberto, da 4ª Zona Eleitoral de Colinas, participou da ação e destacou a atuação da Escola Judiciária Eleitoral para a realização do projeto na cidade. “A Escola Eleitoral tem contribuído não só com o trabalho de excelência para a formação dos quadros de servidores, como também na missão do Poder Judiciário Eleitoral em melhor instruir e orientar o eleitor. Esse projeto do Eleitor do Futuro é primordial para um nível de democracia ativa e a participação da escola vem a reforçar e dar o apoio, não só logístico, mas o apoio técnico, humano, necessário para o desenvolvimento dessa ação junto à Zona Eleitoral”, falou.

ascom - 24/11/2021

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.