Pequenos negócios foram os responsáveis por 90% dos empregos gerados no primeiro bimestre no TO

No levantamento feito pelo Sebrae com dados do CAGED do Ministério da Economia mostram que, no primeiro bimestre de 2021 as micro e pequenas empresas foram responsáveis pela geração de 89,52% dos empregos criados no Tocantins, o que corresponde a um número oito vezes maior que os postos gerados pelas empresas de médio e grande porte.

Na região norte, o Tocantins é o estado em que os pequenos negócios mais empregaram neste período proporcionalmente. Já em nível nacional, o Estado ocupa a quinta posição.

Dos 4.133 empregos gerados no primeiro bimestre de 2021, 3.700 foram das micro e pequenas empresas, enquanto as médias e grandes empresas criaram apenas 427 novas vagas. Os números referem-se ao saldo líquido de empregos formais gerados, ou seja, a diferença entre o número de admissões e o número de demissões.

No comparativo do ano passado, antes da pandemia, as micro e pequenas empresas tocantinenses criaram 1.841 postos de trabalho. No mesmo período em 2021, foram mais de 3700 vagas de emprego criadas, o que representa um crescimento de 103,97% frente aos empregos gerados em 2021.

O superintendente do Sebrae, Moisés Gomes, destaca que esses dados reforçam o quanto os pequenos negócios são essenciais para a retomada do crescimento da economia do país e para a geração de emprego. “Mesmo com a crise, são eles que sustentam a maioria das famílias tocantinenses, gerando emprego e renda. Por esse motivo, devemos intensificar as políticas públicas que amparem os empresários das micro e pequenas empresas”, pontua Moisés.

Setorialmente, os empregos nas micro e pequenas empresas seguem sendo puxados pelos segmentos de serviços (1.561 vagas), seguido pelo comércio (1.344 vagas) e indústria de transformação (396 vagas).

Redação JusTocantins (Com informações da Ascom) - 08/04/2021

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.