MPTO recomenda que Estado disponibilize leitos de UTI para pós-operatório de cirurgias neurológicas no HGP

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da 19ª Promotoria de Justiça da Capital, expediu nesta segunda-feira, 22, recomendação administrativa ao Secretário de Saúde do Estado do Tocantins, Edgar Tollini, para que adote providências urgentes no sentido de viabilizar leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pós-operatório de cirurgias neurológicas no Hospital Geral de Palmas (HGP). 


No documento, o promotor de Justiça Thiago Ribeiro orienta que diante da indisponibilidade de leitos no HGP, o Estado providencie a oferta de leitos em UTI da rede privada do município de Palmas, destinando pelo menos um leito como prioridade. 


A intervenção foi necessária após o Ministério Público receber comunicação relatando a existência de 12 pacientes internados no Hospital Geral de Palmas que necessitam da cirurgia e aguardam a disponibilidade de leito de UTI para o pós-operatório. A informação é de que alguns procedimentos chegaram a ser agendados, mas foram desmarcados devido ao problema. 


“O documento em referência evidencia a existência de pacientes hospitalizados aguardando leito em UTI para pós-operatório há mais de noventa dias, e  tendo em vista o cenário atual pandêmico, sugere-se a permanência mínima possível em nosocômios com o fito de evitar contaminação pelo coronavírus”, considerou o promotor de Justiça. (Denise Soares)

Denise Soares, Ministério Público do Tocantins - 23/02/2021

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.