Câmara rejeita prestação de contas do ex-prefeito Carlos Amastha

A Câmara Municipal de Palmas rejeitou a prestação de contas consolidadas do exercício financeiro 2013 do Executivo Municipal na quarta-feira, 9. A votação foi nominal e secreta e rejeitou, por 13 votos a 4, as contas do ex-gestor Carlos Enrique Franco Amastha.

A prestação de contas tinha parecer prévio do Tribunal de Contas do Estado pela aprovação e também parecer favorável da Comissão de Finanças da Casa, conforme destacou Filipe Martins (PSDB). "Ressalvo que o relatório que foi feito cumpriu todo o rito necessário. E essa relatoria conclui, com ressalvas, pela aprovação das contas apresentadas e pede aos nobres pares que acompanhem o voto", concluiu apoiado por Moiseimar Marinho (PDT) e Erivelton Santos (PV) que manifestaram seus votos também a favor.

Já Milton Neris (PDT) e Lucio Campelo (MDB) declararam voto pela rejeição das contas, uma vez que, segundo Neris, " desde de 2013 a gestão do ex-prefeito vem registrando prejuízo a essa sociedade".Milton

Outro projeto apreciado na ordem do dia foi o de Resolução que trata sobre a prorrogação do prazo de validade do Concurso Público da Câmara. Este foi aprovado em primeiro turno e depende de mais um turno de votação.

Aline Gusmão/ Câmara de Palmas; Fotos: Leidiane Silva - 10/12/2020

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.