Festa de Rei Momo – Início do Ano

Prof. Dr. Túlio Jorge R. de M. Chegury - Advogado, colunista do JusTocantins - (63) 98404 74 84 Operadora Vivo - 03/02/2019

O ano ainda não começou de forma plena e vigorosa.

Sim, já é fevereiro de 2019, os chefes dos poderes executivos a nível federal e estadual já tomaram posse, bem como, os deputados estaduais, federais e senadores.

Já ocorreram também as posses dos novos mandatários da Ordem dos Advogados do Brasil a nível estadual e também nacional, e também teve inicio o ano judiciário. Falta apenas o ano legislativo iniciar-se, o que ocorrerá a partir de amanha.

Mas, mesmo assim o ano somente irá iniciar-se após as festas de carnaval.

Incrível como em nosso Brasil os acontecimentos necessitam ocorrer somente após determinadas datas. Enquanto isto, nossa economia sofre, pois tudo e todos aguardam tais acontecimentos, como sendo primordiais para ser deflagrado o “start”.

Afirmo que será um ano pesado, de muitos conflitos em várias áreas, com muitas discussões e até mesmo mudanças bruscas, inclusive em sentidos opostos do que ocorriam anteriormente, mas, ao final, será o ano de 2019 um ano muito positivo.

Apesar de já ter iniciado seu mandato, o Presidente da República ainda não teve como dar inicio as suas verdadeiras ações, e, claro, ainda irá demorar algum tempo, pois ainda necessita afinar seus ministérios, bem como, efetivar os escalões inferiores, o que acredito ocorrer após as festividades de momo.

Mas, os acontecimentos últimos que afetaram nosso País não esperam o final da folia, pois afinal possuem seus próprios tempos e consequências. Não esperam que os homens venham a querer ou não, tomarem atitudes, simplesmente ocorrem, trazendo suas consequências, dores e aflições para quem quer que seja.

O mundo gira e não pará para que possamos catar nossos cacos e sararmos nossas feridas.

Salvo algumas poucas exceções, como nosso novo Presidente, infelizmente os homens públicos e as instituições as quais representam não se preocupam em sintonizarem suas ações com antecedência e nem mesmo com zelo e profissionalismo. Ou seja, preferem agir frente aos acontecimentos, mesmo que a fatura saia mais cara e com mais sofrimento para nossa sociedade. Aliás, assim é até melhor para que possam justificar maiores gastos e assim agirem de acordo com seus interesses próprios e particulares em detrimento ao erário público.

Enquanto o povo Brasileiro sofre e chora as vitimas de mais um fato ocorrido pela ganancia e a falta de vigilância dos poderes públicos, aqueles que deveriam ser os nossos representantes, preferem montar o circo legislativo, propiciando cenas deploráveis não apenas do ponto de vista ético, mas também moral e jurídico. Cenas de um grande picadeiro.

O poder pelo poder, não importando-se com a sociedade, com seus meros cidadãos e espectadores, afinal já estão eleitos.

Mas, meus heróis não morreram de overdose, não são os senhores e senhoras políticos demagogos, meus heróis são os bombeiros militares, policiais militares e voluntários que socorreram Brumadinho.

Vamos aguardar o verdadeiro início de ano, vamos aguardar as festas do Rei Momo, daí veremos os embates que teremos doravante.

Pátria Amada, Brasil.     

Fé, Força e Honra.

 

 

 

 

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.