PM desenvolve aplicativo de celular que fiscaliza situação de veículos automotivos

Wherbert Araújo / Secom (Foto: Zezinha Carvalho/Secom) - 15/06/2015

Uma nova ferramenta de apoio ao policiamento e à fiscalização dos automóveis em circulação no Estado foi desenvolvida pelo grupo técnico do Sistema Integrado de Operações (SIOP) da Polícia Militar (PM) do Tocantins. É um aplicativo de celular que cruza dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e facilita o trabalho de policiais civis e militares nas ruas, ao passo em que permite que se realize, em um curto espaço de tempo, o levantamento de toda a documentação de um veículo abordado. A iniciativa, pioneira no País, já foi baixada em 900 smartphones do Estado.

Desenvolvido pelos militares Bruno Sales, Ueslei Taivan, Thales Wilke e Paulo Roberto Maciel, todos analistas de sistemas, o aplicativo está disponível de forma gratuita na plataforma android, mas está limitada a policiais militares ou civis, que devem assinar um termo de responsabilidade antes do funcionamento e operação do aplicativo.  

Segundo o cabo Bruno Sales, o uso do aplicativo é restrito ao policiamento, uma vez que ele apresenta, por meio de texto, informações sigilosas referentes ao veículo e ao seu proprietário. “Esta ferramenta é complementar ao trabalho de policiamento e por tratar de informações sigilosas, só deve ser utilizada durante o trabalho”, afirmou.

Para o comandante da Polícia Militar no Estado, Glauber de Oliveira Santos, a ferramenta proporciona o tráfego de informações confiáveis, que além da fiscalização de trânsito, vai contribuir no processo de arrecadação do Estado, uma vez que o aplicativo apresenta todos os dados tributáveis do veículo abordado, além de garantir a segurança da população. “Sabemos que 80% dos crimes cometidos estão envolvendo veículos automotores. Com o auxílio deste aplicativo, teremos condição em tempo real de verificar os dados de um veículo suspeito”, disse.

Saiba mais

No dia 18 de maio, militares da Capital realizaram testes com o aplicativo durante aproximadamente duas horas. Neste período, foram realizadas 32 consultas ao sistema integrado à rede móvel, onde se verificou que 11 veículos trafegavam em condições irregulares. Deste total, foram emitidos autos de infração, quer resultaram em R$ 14.402,05 em arrecadação de multas.

 

Leia mais: AplicativocelularPM

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.