3º BPM investe em capacitação e forma 46 policiais no Curso de Tiro Defensivo

Ascom 3º BPM - 22/11/2014

Policiais militares ainda mais preparados para as atividades operacionais em defesa da sociedade. Esse é o resultado do Curso de Tiro Defensivo na Preservação da Vida - Método Giraldi, realizado de 17 a 22 de novembro, em Pedro Afonso.

 

A capacitação teve a participação de 46 policiais militares voluntários de 11 cidades da área de abrangência do 3º BPM – Batalhão da Polícia Militar. Eles foram divididos em duas turmas que tiveram, cada uma, 30 horas de instruções teóricas e práticas. Todos os participantes receberam certificados de conclusão.

 

O curso foi ministrado pela equipe composta pelo coronel Messias, major Alberto, major Márcio Carvalho, 2º sargento Euclides, 3º sargento Dóris e 3º sargento Eugenemar. Desde 2003, os profissionais já capacitaram 1.645 policiais em várias unidades militares do Tocantins.

 

A teoria foi repassada no auditório do 3º BPM. Já as atividades práticas aconteceram na sede do Clube de Tiro Esportivo de Pedro Afonso (CTEPA), onde os alunos atiraram com pistolas calibre .40 e submetralhadoras SMT calibre .40. Doze exemplares desse último armamento foram entregues recentemente ao batalhão pedroafonsino, e agora os militares da unidade estão aptos a trabalhar com ele.

Exibindo DSCN0971.jpg

No Clube de Tiro os participantes atiraram na pista básica e depois, em duplas, passaram pela pista de aplicação, onde foi montado um cenário com uma situação real de enfrentamento a bandidos. Oportunidade para os militares colocaram em prática todos os conhecimentos adquiridos ao longo do curso, entre eles, técnicas de negociação, abordagem e tiro, que só ocorre em último caso.  

 

Coronel Messias explica que o treinamento serve para resguardar a integridade física do policial e o prepara para usar o armamento de forma correta. “A arma é a principal ferramenta de trabalho do policial, mas só é usada em último caso. Porém, se for preciso utilizá-la o militar saberá executar seu trabalho de forma adequada em defesa da população”, explica o instrutor.

 

“Esse tipo de treinamento motiva a tropa e garante mais segurança para a sociedade”, diz o comandante do 3º BPM, tenente-coronel Miranda, lembrando que o curso era um anseio da tropa e será útil nas atividades policiais realizadas diariamente.

 

O soldado Solino, lotado no Destacamento da PM de Centenário, está na corporação desde julho deste ano. Segundo ele, o Curso de Tiro Defensivo na Preservação da Vida traz mais segurança e preparo técnico para cumprir sua missão nas ruas.

 

Com quase 23 anos de trabalho, o 2º sargento Alcione, do Destacamento de Rio Sono, afirma que a capacitação foi a melhor que já teve ao longo da sua carreira militar. “Os instrutores são muito bons. O curso dá outra visão para quem trabalha na linha de frente do combate ao crime”, avaliou.

 

Já o 2º sargento Cirlei, que atua na sede do 3º BPM e tem 22 anos de profissão, destacou que agora está mais seguro para iniciar o trabalho com a submetralhadora SMT calibre .40. Para ele, as técnicas adquiridas irão ajudar no desempenho operacional.

 

Novos instrutores

A realização do Curso de Tiro Defensivo na Preservação da Vida - Método Giraldi também foi mais uma oportunidade para o 1º tenente Diorge e o 1º tenente Romes darem sequência em suas formações como instrutores de tiro. Em breve, os dois estarão aptos a aplicarem o curso.

Exibindo DSCN0985.jpg

 

Leia mais: MessiasMétodo GiraldiPMtiro

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.