Um lápis desperdiçado. 8ª visão da riqueza . Serie Ficção.

 

Era uma caminhada, mas às sombras daquele cajueiro, um livro aberto e um lápis novinho, ambos jogados na relva daquele lugar.

Que situação!

Sem dúvida o acontecimento,foi um sinal de desperdício material, financeiro, ambiental e social.

Qual o valor disso?

Muitos estudiosos podem calcular o valor do desperdício tangível.

Masé o nosso desperdício diário? Qual o valor agregado? Tem ou não impacto financeiro? Vale a pena tal zelo?

Acredito que sim.

Essas são algumas de minhas apreciaçõesenquanto gestor de riquezas.

Sem levantar dados estatísticos ou aproximados, no Brasil o que é desperdício de bens é riqueza para muitos.

Talvez tal afirmação, não tem prática alguma, só prejuízo para muitos.

Formas de evitar desperdício é um pensamento global, uma questão abordada por países,organizações e famílias que aspiram poupar recursos.

Todo tipo de produto fabril temum percentual de desperdício, o legal é sabermos qual o indicador tolerável disso, é assim maximizar formas ou fórmulas para continuaredução.

Há8ª visão da riqueza já é conhecida e compreendidahá séculos, transformar desperdício em lucro tangível não é novidade, mas o que podemos aferir nisso, em especial em ambiente local.

Falo de capital (R$).

Pondere: se eu puder evitar o desperdícioem casa, qual o valor monetário dessa ação. Posso transformar tal valor, em lazer, viagens, aquisições, investimento.

Pode ser uma possibilidadetal ponderação.

Em ambiente empresarial, reconheço muitas ações, mas o que pode ser adicionado a tais medidas de combate ao desperdício.

Ponderação II: uma pizzaria que recolhe resíduos vegetais para fins de combustível para fazer seus produtos, essa poderia financiar pizzas ás organizações que oferecem os resíduos, evidente que em percentuais associativos.

Parece algo surreal, mas temos que fomentar atrativos contra o desperdício (trocas).

Pensar atualpode ser a solução no gerenciamento de lares e organizações nesse tema.

Portanto, o desafiodeixar o jargão reinventar e outras terminologias gerenciais, é apenas pensar como transformar desperdícios em riqueza, divisas e lucratividade.

Deus os abençoe!

 

Rogério Lopesé crente em JESUS CRISTO, Gestor de riqueza, Facilitador em Finanças da Família, Administrador de Empresas; Especialista no Agronegócios;Articulista em Negócios;Corretor de Imóveis; Perito Avaliador Imobiliário e Colunista do site Justocantins. 

[email protected] ou [email protected]

Rogério Lopes é crente em JESUS CRISTO, facilitador em Finanças da Família, Administrador de Empresas; Especialista no Agronegócios; Articulista em Negócios; Corretor de Imóveis; Perito Avaliador Imobiliário e Colunista do site Justocantins.  [email protected] - 08/09/2020

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.