Liderança ativa em tempos de pandemia – Reflexão.

Rogério Lopes é crente em JESUS CRISTO, facilitador em Finanças da Família, Administrador de Empresas; Especialista no Agronegócios; Articulista em Negócios; Corretor de Imóveis; Perito Avaliador Imobiliário e Colunista do site Justocantins.  [email protected] - 06/07/2020

Aquele líderconsolidou aquela grandiosa construção, concluiu o rei.

Em tempos de pandemia o papel da liderançaativa e implacável para o sucesso em todos os níveis e modelos conceituais conhecidos, podendo alterar o fluxo natural de nações, organizações, famílias, povos e culturas.

Variados depoimentos sobre liderança nesse processo de pandemia tenho escutado, alguns tenho documentado e aplicado.

Aprendizagem de liderarnas organizações, famílias e comunidade évalioso no quesito mudanças, desde os tempos remotos e estão latentes em 2020.

As pessoas estão convivendo acentuadamente com os mesmos anseios, desejos e angústias, bem como soluçõescompartilhadas a tempo real, esse é o cenário em 2020.

Sem dúvida o ambiente digital contribui com eficácia, como canal global de transmissão de conhecimento sem fronteiras.

Evidente que a liderança escrita, formal e verbal são apoiadores ealicerces da boa literatura do assunto.

Liderança ativa é um aspecto prático a ser aplicado em vários cenários e facetas da vida.

Ser prático apenas não adianta, temos que fomentar equilíbrio, sustentação, riqueza e sucesso.

A figura do líder de ativo deve ser abordada de maneira a gerar resultados, considerando a velocidade dos acontecimentos.

Direção, ação e controle são suas mensagens expressas.

Os resultados dependem dos diversos contextos e fatores envolvidos.

Como, quanto é como, também são atributos desse tipo de liderança, haja vista a escassez e custos dosrecursos em nossos dias. (R$, Pessoas, Materiais, Insumos, Tecnologia)

Liderar, por ser uma função e posição (formal ou não), deve ser sinalizado e avaliado com indicadores e resultados tangíveis, intangíveis e práticos.

Liderar, não pode ser um título, homenagem ou mérito, muitos dependem de suas atitudes.

Liderar ativamente é negociar ações estratégias, táticas e operacionais em tempo real, com diversos agentes econômicos, visando posses a seus liderados, resultados coletivos, compartilhados e de valor agregado para ambientes internos e externos.

Ou seja, suas decisões poderão ser multiplicadas e atribuídas caso aceitas a outros grupos de líderes em contextos comercias ou não.

Tal conceito experimental poderá ser aceitável em nível de célula familiar, empresarial ou governamental.

Exemplo: uma boa prática de gestão de recursos poderá ser repassada, replicada e melhorada com sua vizinhança pessoa física ou jurídica. O valor agora é coletivo.

Sempre expresso que liderar é ter responsabilidades.

Quem está disposto a assumir responsabilidades e riscos em nossos dias?

Agora é um momento impar de pessoas e conglomerados aplicarem seus estilos de liderança, com a expectativa de melhorarem desempenho e obter diferenciais nos mais variados ambientes (físico e virtual).

Respostasnão tenho.

Mas podemos refletir ativamente no assunto liderar e soluções ocorrerão.

Pronto, seja líder, liderança ativa, mais uma proposta de saneamento no processo decisório do cotidiano empresarial e pessoal. 

Não é um novo tempo, é o nosso tempo.

Deus os abençoe!

 

Rogério Lopes é crente em JESUS CRISTO, facilitador em Finanças da Família, Administrador de Empresas; Especialista no Agronegócios; Articulista em Negócios; Corretor de Imóveis; Perito Avaliador Imobiliário e Colunista do site Justocantins.  [email protected]

 

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.