Contar os dias...

Com os efeitos da pandemia causada pelo novo Coronavírusmuitas coisas se transformaram profundamente na vida de muitas pessoas.Uma delas foi o entendimento do conceito ou das definições que se relacionam com o tempo.Um dia para uma pessoa cumprindo pena em estabelecimento prisional parece ter uma quantidade diferente de tempo de um dia de uma mãe que está há várias horas seguidas sem dormir. O significado de milésimos de segundos para um esportista olímpico, um nadador ou corredor, é extremamente diferente do que para um jovem que fica o dia inteiro enclausurado dentro do próprio quarto, envolvido em jogos online ou assistindo seriados na Netflix. A forma como compreendemos e experimentamos o tempo é relativa.

A recente explosão em Beirute reacendeu uma série de polêmicas e discussões sobre religião, política e diversos assuntos. Fato é que para uma pessoa que estava no epicentro do evento, nenhuma discussão dessas faz mais nenhum sentido...

A autoria do Salmo 90 é atribuída a Moisés. Normalmente o verso 12 é citado em ocasiões alusivas à comemoração de data natalícia, especialmente por cristãos denominados evangélicos. Está escrito: “Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio” (Nova Almeida Atualizada).

É muito interessante a forma como o autor do referido texto inicia sua oração e como se reporta ao conceito de eternidade. No primeiro verso há uma clara referência ao tempo, quando ele usa a expressão “de geração em geração”. Deus é o refúgio do povo de Israel como uma espécie de tradição passada de pai para filho. Uma geração ensina à outra a respeito da providência divina e de como se deve recorrer a Deus em qualquer circunstância.

Mas no verso seguinte (verso 2), o autor declara: “Antes que os montes nascessem e tu formasses a terra e o mundo, de eternidade a eternidade, tu és Deus”.

Mas o que seria eternidade?

Para qualquer cristão honesto, esse é o cerne de tudo, o objetivo final, viver eternamente na presença de Deus. A questão é que a nossa compreensão sobre eternidade muitas vezes nos leva a confundir esse atributo do Pai.Muito provavelmente não haja nenhuma polêmica e todos concordam que Deus seja eterno, seja qual for a linha doutrinária escolhida. Mesmo assim, como observado, a concepção de tempo é relativa e muitas pessoas ainda não compreendem o significado do termo eternidade.

O melhor, entre vários textos que li a esse respeito, está assinado por Leandro Quadros[1]. Em resumo, ele mostra como a teologia tradicional herdou uma compreensão de eternidade da filosofia grega, incorporando conceitos equivocados quanto ao tema.Mas o que vale ressaltar, e que é o objetivo aqui, é apenas o fato de que a eternidade, a despeito de opiniões ou divergências teológicas conceituais, remete à compreensão do tempo de uma forma diferente, em outro compasso. O salmista diz isso claramente no verso 4 do referido Salmo. A forma como Deus experimenta o tempo é distinta da nossa.

Assim, não importa muito o que se pensa a respeito, pois o fato é que o antes, o agora e o depois são, de alguma maneira, a eternidade e viver eternamente não é esperar o porvir. Viver eternamente diz respeito ao momento presente, pois não faria sentido algum esperar a morte para iniciar a viver.

A obra de Jesus Cristo, sua vida, morte e ressurreição, foi uma demonstração de Deus para o homem a esse respeito. Não importa o que digam em contrário, os nossos dias são contados antes e depois de Cristo. Por isso, nossa oração e nossa fé é para que o Senhor nos ensine a contar os nossos dias para que as nossas vidas tenham de fato algum significado e, assim encontrarmos as virtudes divinas e a glória de Deus, desfrutando da Sua majestosa e gloriosa presençapor toda a eternidade, em Cristo Jesus. Começando agora mesmo!


Arquivo para download: Clique AQUI
Rodrigo Lacerda* - 15/08/2020

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.