Ataques virtuais contra cientista que fez estudos sobre a pandemia devem ser exemplarmente punidos, defende especialista

Joao Camargo Neto - Advogados Associados - 01/07/2020

O professor da Universidade Federal de Goiás (UFG) Thiago Rangel, que apresentou um estudo indicando um colapso hospitalar no mês de julho e uma previsão de 18 mil mortes por Covid-19 em Goiás até setembro, tem sofrido graves ataques nas redes sociais. Para o advogado Rafael Maciel, especialista em Direito Digital e Proteção de Dados Pessoais, tais reações são inaceitáveis e devem ser exemplarmente punidas.

“Uma coisa é discordar das projeções feitas pelo professor, outra coisa é atacar, atingir a sua honra de forma tão grave e violenta. Isso demonstra a irracionalidade de muitas pessoas nas redes sociais e que, infelizmente, pode se perpetuar na vida real, colocando a vida do profissional em risco”, avalia Maciel. 

De acordo com a Diretoria do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg-Sindicato), Rangel, que atua no Instituto de Ciências Biológicas (ICB), tem sido considerado como o responsável pelo "futuro das famílias". Desde então, sua imagem tornou-se alvo de difamações e fake news, o que coloca em risco a sua integridade.

 

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.