Jornalistas, magistrados e servidores participam do Curso Comunicação e Justiça promovido pelo TJTO

Gabriela / Fotos: Ednan Cavalcanti Comunicação TJTO - 13/12/2019

"O juiz não pode comentar sobre os processos que julga e muitas vezes o jornalista precisa entender a legislação que rege nossas condutas" destacou o juiz Luís Otávio Fraz durante o Módulo I do curso Comunicação e Justiça, que começou nesta quinta-feira (12/12) e segue até a próxima terça-feira, dia 17, na Escola Superior da Magistratura (Esmat).

O curso tem como objetivo contribuir com a capacitação dos profissionais da impressa para promover uma conduta virtual ética, usando adequadamente redes sociais, emails e celulares, além de saber os limites do monitoramento sem violação de direitos, por meio do alinhamento da linguagem da comunicação à linguagem jurídica.

Contempla ainda os limites da publicidade e suas eventuais implicações jurídicas, possibilitando uma aproximação do Poder Judiciário com os meios de comunicação.

No primeiro dia do curso, os profissionais de imprensa, assessores, magistrados e servidores do Sistema de Justiça conheceram a organização do Judiciário tocantinense bem como suas peculiaridades, como as atribuições de um juiz federal e estadual, o papel do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a divisão das entrâncias, entre outros assuntos.

"Poucos processos tramitam em segredo de justiça, além disso, todas as sessões de julgamentos são filmadas, ou seja, o acesso à informação tornou o Judiciário mais transparente por isso os jornalistas são parceiros na hora de transmitir a informação para as pessoas", explicou o juiz Luís Otávio.

O assessor de imprensa da Secretaria de Segurança Pública, Wherbert Araújo, conta que "o curso ajuda, tanto os profissionais que atuam na imprensa como no Judiciário, a estreitar laços e beneficiar o cidadão com uma informação clara e objetiva", disse.

A diretora de Comunicação do TJTO, Kézia Reis, explicou que a proposta do curso surgiu no encontro Café com o Judiciário, realizado no primeiro semestre, onde o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, se reuniu com profissionais da imprensa, apresentou a proposta de sua gestão e ouviu demandas dos jornalistas.

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.