Jovem de Arraias é condenado a nove anos e seis meses de reclusão pelo crime de tentativa de homicídio

Flávio Herculano, MPE Tocantins - 02/12/2019

O réu Carlos Júnior Rodrigues Silva, de 19 anos, morador da cidade de Arraias, foi condenado, no último dia 26, a nove anos e seis meses de reclusão pela tentativa de homicídio de Taliton Miguel Barbosa Lobo. O crime aconteceu na madrugada de 21 de abril deste ano, em um bar no centro de Arraias, após discussão entre o réu e a vítima. Carlos Júnior desferiu pelo menos um golpe de faca contra o tórax de Taliton Miguel, que veio a receber atendimento médico-hospitalar adequado e se recuperou do ferimento.


O Tribunal do Júri acolheu as teses de acusação sustentadas pelo promotor de Justiça João Neumman Marinho da Nóbrega, reconhecendo a materialidade e autoria do delito, bem como a qualificadora de que o réu agiu de modo a impossibilitar a defesa da vítima, aplicando-lhe um golpe de faca de surpresa.


Os jurados não desclassificaram para o crime de lesão corporal grave, sustentado pela defesa, sendo reconhecido que Carlos Júnior Rodrigues Silva agiu com intenção de matar. Inclusive, ele somente não desferiu mais golpes de faca contra a vítima porque teria sido impedido por terceiros, segundo testemunhos.


Após o veredicto do Tribunal do Júri, o juiz Márcio Ricardo Ferreira Machado determinou pena-base de 15 anos de reclusão, que foi reduzida em razão do homicídio não ter sido consumado e do réu possuir menos de 21 anos de idade na data do crime.
 

Carlos Júnior Rodrigues Silva cumprirá a pena inicialmente em regime fechado. Ele teve sua prisão cautelar mantida na sentença, devendo permanecer recolhido na cadeia pública de Arraias até o trânsito em julgado da ação penal. Ainda cabe recurso da sentença. (Flávio Herculano)

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.