Novos cargos, novas aptidões, novos desafios

Gustavo Rocha* - 27/03/2019

A lei geral de proteção de dados em breve entrará em vigor e entender seus impactos é essencial para o mercado.

Dentro deste mercado, há vários pontos a serem analisados, desde a implantação da política da LGPD, como a contratação de pessoas que irão lidar com esta lei.

Isto mesmo, teremos que contratar ou aproveitar pessoas que tenham conhecimento na LGPD para uma série de atividades e também para serem xerifes da política a ser implantada.

Meu xará de nome Gustavo Godinho deu algumas dicas muito úteis no processo seletivo de pessoas para atividades junto a LGPD.

Transcrevo as dicas na íntegra:

Pessoal, durante o processo de entrevistas pré #Assessment#GapAnalysis para o programa de adequação à #LGPD, seja curioso, desconfiado, pergunte tudo o que for possível. Talvez, por cross references de outras áreas, você precise voltar com o entrevistado. Peça para que o entrevistado (possível #PrivacyChampion) descreva com detalhes alguns pontos.

Eis uma lista com sugestões:

(i) processos de sua área;

(ii) como coleta dados pessoais / sensíveis;

(iii) a vida útil dos dados coletados na sua área;

(iv) quais dados ele coleta e por qual motivo;

(v) onde, de que forma e por quanto tempo armazena tais dados;

(vi) se há algum processo de segregação/ anonimização de dados;

(vii) se ele descarta dados, depois de quanto tempo, de que forma;

(viii) se ele trabalha com sfws ou terceiros dentro de sua área;

(ix) se todos sfws são homologados por TI;

(x) quais são os fornecedores / parceiros da área que lidam com dados;

(xi) se a área enriquece dados (por si ou por terceiros);

(xii) se há algum tipo de #shadowIT na área;

(xiii) se trabalha com macros ou robôs na área;

(xiv) se recebe / armazena CVs;

(xv) se faz / solicita #backgroundcheck dos candidatos ou colaboradores;

(xvi) se e como armazena infos de seus colaboradores.

Deixe claro que a #entrevista não está relacionada a um processo de auditoria. Por isso, nenhum tipo de gestão de consequência será aplicado. Deixe evidente a importância do entrevistado e de suas respostas. E que, apesar de alguns possíveis #PDCAs a serem implementados, a ideia é ter a noção do todo para poder “arrumar a casa”, gerar um processo de governança, estar compliant com a legislação e ter uma vantagem competitiva com relação a outros players.

 

FONTE: HTTPS://WWW.LINKEDIN.COM/FEED/UPDATE/ACTIVITY:6506664885928108032/

Interessante, não é mesmo?

Só nos insights de contratação temos vários elementos da LGPD incluídos e podemos ver outros pontos extremamente úteis, tais como coleta de dados, anonimização de dados, consentimento, entre outros.

E você, já preparou internamente para o tema?

Já tem a LGPD como um produto do seu escritório?

Como diz o brocardo: camarão que dorme a onda leva…

#FicaaDica

 

#FraternoAbraço

Gustavo Rocha
Consultoria GustavoRocha.com  |  Gestão, Tecnologia e Marketing Estratégicos
Robôs  | Inteligência Artificial  |  Jurimetria
(51) 98163.3333  | [email protected]  | www.gustavorocha.com

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.