Nesta entrevista exclusiva a Dra. Juliana Bezerra nos fala de gestão de escritórios de advocac"> Nesta entrevista exclusiva a Dra. Juliana Bezerra nos fala de gestão de escritórios de advocac"/>

Dra. Juliana Bezerra

- www.justocantins.com.br - 06/10/2011

Juliana Bezerra é graduada em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás. No mesmo ano em que se formou, 2002, retornou ao Tocantins, onde adquiriu relevante experiência tanto no Tribunal de Justiça quanto no Tribunal de Contas do Tocantins, nos quais teve oportunidade de ampliar significativamente seus conhecimentos se especializando em análise de processos judiciais e administrativos. Por momentos focou seus em direção a concursos públicos, mas, de repente, descobriu que sua atração pelo desafio da advocacia era bem maior. Dessa forma, em 2004 passou a exercer advocacia em Palmas e em algumas comarcas do interior tocantinense. Em sintonia com o irmão Fábio Bezerra de Melo Pereira, também advogado, tomaram a iniciativa de uma associação – Melo & Bezerra Advogados Associados S/S, com atuação nas áreas Cível, Penal, Família, Direito Militar, Direito Público e Procedimentos Administrativos, especialmente no acompanhamento de recursos em comarcas do Tocantins e Brasília. E é exatamente esta grande profissional do Direito que o JusTocantins conversa a partir de agora:

JusTocantins - Qual a sua visão em relação ao momento atual da advocacia?

Dra. Juliana Bezerra - A história hoje transcorre o século XXI, num estado reconhecidamente democrático de direito. Vejo a advocacia atual de acordo com ordem da Constituição Federal que a define como indispensável à administração da justiça.  Sem advogado não existe trinômio processual. Não há validade, nem solução das lides. Embora existam alguns comentários pejorativos sobre a classe, assim como no Executivo, no Legislativo e no Judiciário, importa ressaltar que os membros da OAB são profissionais honrados que lutam no exercício de seu mister. A causa do cliente é, sem dúvida, a sua própria causa a ser tratada com zelo, nos limites da lei e da boa

JusTocantins - O que fazer quando o tempo parece não existir para tantas atividades próprias da advocacia?

Dra. Juliana Bezerra - O advogado precisa estudar, peticionar, andar pelo fórum, acompanhar processos, cumprir prazos, atender clientes, pagar contas, custas, taxas etc. Portanto, o requisito para otimizar o tempo é buscar a organização.

JusTocantins - O que um novo advogado deve possuir para se diferenciar no mercado jurídico?

Dra. Juliana Bezerra - Como os costumes e as leis são dinâmicos, é preciso que advogado se adapte constantemente às inovações do ordenamento jurídico-social, sendo extremamente importante a reciclagem do profissional através de cursos de atualização, congressos e seminários.  O debate é fonte de novas ideias e, consequentemente, de soluções.

JusTocantins - Qual a importância do controle de custos em seu escritório?

Dra. Juliana Bezerra - Controlar custos é essencial em toda atividade. Na advocacia é válido para manter o equilíbrio econômico-financeiro do profissional que se sujeita ao pagamento de inúmeros tributos como imposto de renda, imposto sobre serviços de qualquer natureza, INSS, taxas diversas, pagamento de funcionário, água, luz, telefone, transporte, entre outros. Enfim, é salutar uma boa administração dos custos para não incorrer em severa inadimplência ou déficits.

JusTocantins - Em sua opinião, quais os pré-requisitos para que se contratem estagiários e advogados?

Dra. Juliana Bezerra - Ética, estudo e dedicação.

JusTocantins - Como a senhora vê o investimento das bancas em gestão de marketing jurídico? É possível um escritório sobreviver no longo prazo sem investir em marca jurídica?

Dra. Juliana Bezerra - Não sou adepta ao marketing jurídico, mas não me oponho aos que são. Acredito que diante da grande oferta de advogados no mercado, aquele que se apresenta melhor, com publicidade aparente, angaria a curiosidade ou o carisma do cliente que não sabia a quem procurar. Uma marca sempre atrai atenção. Isso é fato irrefutável. Todavia, ainda creio que um escritório possa sobreviver sem a mesma, depositando sua propaganda nas mãos de seus patrocinados.

 JusTocantins - O que significa a fidelidade dos clientes para o seu escritório?

Dra. Juliana Bezerra - Essa fidelidade se traduz: na indicação de novos clientes e no retorno de ex-clientes afirmando que se sentiram satisfeitos com os serviços anteriormente prestados.  É muito gratificante.

JusTocantins - Em sua visão qual o real valor da inovação para a advocacia? Ela realmente pode alavancar carreiras para o sucesso?

Dra. Juliana Bezerra - A inovação é chave-mestra da advocacia. Como o universo jurídico é muito amplo, inovar, debater, atualizar, reciclar e especializar em alguns de seus ramos é um dos caminhos para o sucesso.

JusTocantins - O que a senhora acha do exame da OAB? Ele é realmente necessário?

Dra. Juliana Bezerra - Vejo o exame da Ordem como necessário pelos seguintes motivos:

a) Grande disponibilidade de curso jurídicos no país sem a necessária qualidade e controle rigoroso do MEC;

b) Os acadêmicos são cada vez mais jovens e ingressam na universidade imaturos para avaliar o peso da escolha que fizeram, não se dedicando aos estudos da forma devida, mostrando-se descompromissados durante o curso;

c) Despreparo de professores que não conseguem imbuir no aluno a complexidade do mercado de trabalho e a responsabilidade que deverão assumir;

d) O exame de Ordem chama atenção do bacharel em direito para a realidade que passa a viver.

JusTocantins - Gostaria de ressaltar algum aspecto ou mencionar algo que não tenha sido abordado nas perguntas anteriores?

Dra. Juliana Bezerra - Costumo dizer que a advocacia é o vício que me faz lidar com a vitória e a derrota diariamente, trazendo como analgésico para a eventual decepção a eterna esperança na Justiça.

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.

Copyright © 2018 JusTocantins. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

CRP Tecnologia