A importância dos exercícios físicos aos estudos

Marcelo Rodrigues da Silva*, Atualidades do Direito - 21/05/2013

ENTREVISTADO: Lúcio Manzi Portella. Educador Físico, Especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade Gama Filho, Personal Trainer, Técnico especializado em corrida e professor da Clip Academia. 

 

Email do entrevistado: [email protected]

Sítio do entrevistado: www.lucioportella.com.br

 

487968_463534113718697_536452148_na) É muito comum ver estudantes de direito que prestam o Exame de Ordem ou mesmo concursos públicos afastando-se da atividade física com o intuito de ganhar tempo para estudar. Pergunta-se: Essa ausência de exercícios físicos meses antes da prova pode acarretar algum tipo de consequência para os estudos?

Sim, e na maioria das vezes torna-se uma conseqüência negativa. A atividade física, de forma geral, melhora a qualidade de vida do indivíduo praticante, principalmente pelo conseqüente aumento da liberação de hormônios relacionados ao bem estar, como o neurotransmissor serotonina, entre outros. A interrupção das atividades físicas pode afetar o humor e concentração do estudante. Esse fato, juntamente com o estresse e desgaste do período anterior às provas, podem afetar seu desempenho e concentração. Executar uma hora de atividade física, três vezes semanalmente, não afetará substancialmente o tempo dos estudos e gerará melhoras significativas ao humor e bem-estar do estudante.

 

b) A ausência de exercícios físicos desencadeia algum tipo de estresse prejudicial ao estudante?

Pode aumentar sua ansiedade e, dessa forma, prejudicar seu desempenho. É bom sempre lembrar que os benefícios da atividade física são para a vida inteira e para toda e qualquer ação que se possa tomar na rotina: estudar, passear, namorar, viajar… Até mesmo o sono e o descanso se tornam melhores para pessoas ativas.

 

c) A parada súbita de atividades físicas para estudar para provas gera algum risco à saúde física ou mental?

O fator de risco à saúde vai depender individualmente de cada estudante. Há pessoas, como diabéticos, por exemplo, que necessitam imprescindivelmente da atividade física para manter níveis hormonais em concentrações ótimas. De forma geral, a interrupção súbita não traz riscos à saúde, mas afeta seu desempenho nos estudos e principalmente na execução do exame, conforme expliquei anteriormente.

 

d) Um bom condicionamento físico auxilia o estudante em sua postura corporal?

Com certeza auxilia. A boa postura é o resultado de exercícios de força e alongamentos bem planejados e executados.

CYMERA_20130520_215524-1

 

e) O condicionamento físico auxilia o estudante no enfrentamento de provas de longa duração em que examinando ou concursando tem que ficar durante muito tempo sentado?

Auxilia bastante, até porque, entre os benefícios da atividade física regular, temos a melhora de todo o sistema circulatório do estudante e o mesmo acaba sendo exigido demasiadamente posicionado por muito tempo da mesma forma em seu assento. Incômodo com a posição corporal durante o exame acarreta em perda da concentração para aquilo que o estudante passou meses e meses dedicando-se.

 

f) É muito comum que estudantes sofram crises de ansiedade em razão de concursos públicos e Exame de Ordem. Quais exercícios físicos são aconselháveis para se aniquilar essas crises? Existe alguma técnica de relaxamento envolvendo exercícios físicos?

Toda forma de exercício físico é válida, visto que qualquer prática possa gerar os benefícios desejados em relação às crises de ansiedade, bem-estar e disposição. Lutas, musculação, dança, corrida… O ideal é procurar uma atividade que possa ser feita de maneira prazerosa e contínua. Há diversas modalidades que enfocam o relaxamento e podem ser exploradas, como o Tai Chi Chuan, a Ioga, entre outras.

 

g) Antes do início da prova existe algum tipo de alongamento aconselhável para aliviar a tensão? 

A tensão maior costuma ocorrer no músculo do trapézio, localizado logo ao lado da coluna cervical. Segue um pequeno vídeo explicando uma das formas de alongar essa região e minimizar suas dores referentes à tensão do exame:

http://www.youtube.com/watch?v=ux0ggXmpmwc

h) Pessoas que realizam treino de hipertrofia “estressam” de alguma maneira os músculos do corpo? Essa tensão é prejudicial à concentração do estudante?

Não só o treino buscando hipertrofia musculoesquelética (aumento transversal da fibra muscular, ou simplesmente o aumento da massa magra), como todo treinamento físico inicia-se com stress de todo o sistema e posteriormente recuperação. Esta curva toda do treinamento só traz benefícios à concentração do aluno. É claro que o mesmo não deve correr 42 km no dia que antecede o exame, pois uma atividade física de altíssimo stress necessita de uma recuperação maior; mas um treino de musculação buscando hipertrofia, até nos dias que antecedem à prova, não trás problemas e pode sim gerar muitos benefícios.

 

i) É verdade ou é mito que o exercício físico prejudica o sono?

Só prejudicaria o sono se acontecesse de forma demasiada e sem a alimentação e recuperação necessárias. Desta forma, o exercício passa a ser prejudicial e não benéfico. Chamamos este fenômeno de Overtraining.

 

j) É possível realizar algum exercício físico ouvindo aulas pelo dispositivo denominado mp3? Ou atrapalha no rendimento do treino?

Não atrapalha o rendimento em si e pode ser um estimulante para que a prática se torne mais prazerosa. Mas vale atentar-se aos exercícios feitos na rua utilizando este tipo de dispositivo: com fones de ouvidos não podem ouvir carros, motos ou até pessoas se aproximando, e então perdemos parte da segurança. Procure utilizar dispositivos de músicas para atividade indoor.

 

k) Simples caminhadas ajudam a aliviar o estresse físico e mental? Quanto tempo de caminhada seria aconselhável e com que frequência na semana?

Caminhadas ajudam a aliviar o stress físico e de quebra geram benefícios hormonais e diminuição do risco de doenças cardiovasculares. Se possível, adequar à rotina diária 1 hora de caminhada, pelo menos três vezes por semana.

 

l) É muito comum ver nas ruas grupos de corrida orientados por um professor. Quais as vantagens deste grupo de corrida ao invés de uma esteira?

As atividades em grupos são mais prazerosas, pois passamos a ter incentivo do colega e isso diminui o índice de abandono ao exercício. As corridas de rua possuem a vantagem de belas paisagens, enquanto na esteira temos diminuição do impacto pelos dispositivos de amortecimento e controle melhor da velocidade. As duas opções são interessantes, sendo que o mais importante é que haja orientação profissional para que os exercícios se tornem seguros e benéficos.

 

*Advogado, Representante do Instituto Brasileiro de Direito e Política da Segurança Pública (IDESP.Brasil), Especialista em Direito Público pela Escola Paulista da Magistratura. Pós-graduando em Direito Processual Civil pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

 

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.