JOGADA DE MESTRE

Inteligentíssima a jogada da senadora Kátia Abreu (PMDB) de aceitar o PT na primeira suplência, representado pelo ex-presidente regional do partido Donizeti Nogueira. Em caso de vitória da presidente Dilma Rousseff neste segundo turno, o PT terá mais interesse de ver Kátia ministra da Agricultura do que a própria peemedebista. Se Kátia virar ministra, o PT ganha mais um senador, Donizeti.

RELAÇÃO "GANHA-GANHA"

Como o PT perdeu um senador domingo, com Donizeti conseguirá manter o número de cadeiras. Com o resultado das eleições, o partido somará no ano que vem 12 representantes no Senado contra os atuais 13. Isso é que o pode ser chamado de uma relação "ganha-ganha".

COM AÉCIO

O deputado federal eleito Vicentinho Júnior participará nesta quarta-feira, 8, de reunião de seu partido, o PSB, em Brasília. Ele vai dizer que apoiará neste segundo turno a candidatura do tucano Aécio Neves à Presidência da República. A reunião será relizada às 14 horas.

ATO PRÓ-AÉCIO NO TOCANTINS

No final do dia desta quarta, Vicentinho Júnior, seu pai, senador Vicentinho Alves (SD), e o deputado federal Eduardo Gomes (SD) se encontrarão com Aécio. Júnior vai oficializar seu apoio no Tocantins e os quatro discutirão um ato pró-Aécio no Estado, com a presença do candidato a vice do tucano, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). O ato deve ser realizado o mais rápido possível.

 

SÓ DEU ARAGÃO EM PALMAS

O deputado estadual Sargento Aragão (Pros) foi o senador escolhido por Palmas, apesar de ter ficado em terceiro lugar resultado final. A Capital deu a Aragão 38,83% dos votos, um total de 43.456. O deputado federal Eduardo Gomes ficou em segundo, com 31.763 votos (28,38%) e a senadora reeleita Kátia Abreu amargou a terceira colocação, com 30.72 votos (27,47%).

DE OLHO NA PREFEITURA DE PALMAS

Com o resultado expressivo na Capital, Aragão deixa as eleições de 2014 de olho na Prefeitura de Palmas, em 2016, quando seu ex-companheiro de chapa, Carlos Amastha (PP), vai buscar a reeleição. O deputado, contrariado com a forma como Amastha conduziu a formação de seu governo, decidiu não assumir a vaga de vice-prefeito em 2011 e continuou na Assembleia.

SÓ DEU GOMES EM ARAGUAÍNA

Em Araguaína foi outra forte derrota da senadora Kátia Abreu, mas ela, pelo menos, conseguiu uma segunda colocação. Contudo, Gomes ficou com quase 50% dos votos dos araguainenses (49,72%), um total de 34.208; contra 17.728 (25,77%) para a peemedebista.

VITÓRIA APERTADA

Das três maiores cidades do Estado, Kátia conseguiu vencer em Gurupi, ainda que tenha sido uma vitória magra: ficou com 46,10% dos votos contra 36,42% para Gomes. Em números absolutos, 16.616 a 13.126

BARBA, CABELO E BIGODE ÀS AVESSAS

O prefeito Carlos Amastha, definitivamente, não teve um bom domingo de eleições. Além da derrota do governador Sandoval Cardoso (SD) e do candidato a senador do grupo, Eduardo Gomes, o prefeito viu seus dois candidatos nas proporcionais serem derrotados. O ex-secretário de Governo e Relações Institucionais Tiago Andrino (PP) conseguiu uma expressiva votação - 36.397 - para federal, mas não foi o suficiente para faturar uma das oito cadeiras. O vereador Major Negreiros (PP) obteve 9.869 votos para estadual.

REJEITADO

Por outro lado, o prefeito viu um aliado que se sentiu rejeitado por ele, o vereador Cleiton Cardoso (PSL), sair vitorioso e conquistar uma vaga na Assembleia.

NEM DE TODO MAL

De toda forma, Andrino e Negreiros ficaram com a segunda e terceira colocações, respectivamente, em número de votos na Capital. Menos mal. O ex-secretário saiu de Palmas com 11.750 votos, perdendo apenas para a deputada federal recordista Dulce Miranda (PMDB), que fez nada menos do que 20.310 votos. Negreiros, com 5.152 votos, ficou atrás do também vereador Júnior Geo (Pros), com 5.152 votos, e do deputado estadual reeleito Eli Borges (Pros), com 6.016 votos.

CASAL QUE LIDERA

Em Araguaína, o casal Lázaro Botelho e Valderez Castelo Branco, ambos do PP, mostraram a força da liderança deles na cidade. Ele foi o primeiro colocado para federal e ela a primeira colocada para estadadual. A ex-prefeita ficou com 11.771 (15,12%) contra 8.456 (10,86%) para o segundo colocado, o deputado estadual Jorge Frederico (SD). Para garantir sua reeleição de deputado federal, Lázaro Botelho saiu de Araguaína com 17.902 (23,97%).

Blog do Cleber Toledo - www.portalCT.com.br - 07/10/2014
Leia mais: Eleitoral

COMENTÁRIOS

 Nome:
 E-mail:
 Texto:
Comentários (0)
  • Nenhum comentário publicado.